Pequeno

Bonsai

Considerado como uma quase heresia por alguns, como algo impossível por outros e como algo vital para mim, eu sempre racionalizei o amor. Vital porque, tenho de confessar, sempre tive medo de mergulhar profundamente e não conseguir voltar à superfície, me perdendo então numa imensidão imprevisível e assustadora. A gente ajusta uma coisa ali, corta uma coisa acolá e aos poucos o sentimento vai sendo podado e tomando a forma mais viável e desejável. A essa altura, muitos devem estar pensando que o amor assim comedido é pura covardia, e talvez até seja mesmo, mas cada um sabe como a ferida lhe dói quando o amor desanda. Quem mantém a loucura de sustentar sozinho um amor tem como destino se perder em ilusões e prender-se ao nada, paulatinamente se anulando em função de outrem que não estabelece reciprocidade de sentimentos nem de intenções. Eu recuso a adoração, e fico somente com o amor, até porque dele não sou capaz de me livrar, pois germina involuntariamente e às vezes até de maneira inesperada. Contudo, amor não é ciência exata e o homem é suscetível à falhas: me descuido por um minuto e aquele grão no solo fértil cresce demais em mim, cria galhos que se expandem e explodem em versos piegas e realidades oníricas. Alucino… Abro os olhos, tomo ar e coragem para ir podar aqueles galhos salientes, mesmo querendo que cresçam mais e mais. Dói um pouquinho não permitir que se desenvolvam, mas não é dessa vez ainda que vai crescer uma árvore grandiosa e imponente. Podando e moldando até que vire um afeto bem bonito ou um carinho despretensioso, eu cultivo assim sozinho mais um dos meus bonsai.

Anúncios
Padrão

5 comentários sobre “Pequeno

  1. Deixo a ti um trecho do poema “Simples” de Auta de Souza.
    O amor é tão simples e tão complexo mas sem amor (por mais que racionalizado e pessoalmente é melhor racionalizado) não é possível sentir o simples.

    “Eu amo as minhas lembranças,
    Minhas saudades e dores,
    Assim como amo as crianças,
    Os passarinhos e as flores”. (Auta de Souza).

    Abs, obrigado pela visita e desculpe a demora na resposta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s