A Rainha

Me apaixonei pelas possibilidades que te rondavam, nunca por você ou algo seu. As possibilidades sempre foram minhas, arquitetadas pela mente e embaladas pela respiração sutilmente acelerada todas as vezes que te enxergava cercada por encantos que de tão grandes chegavam a aguçar minhas papilas gustativas. Não pra te inventar, tampouco pra me iludir, mas te coroei como detentora do meu futuro planejado, rainha das minhas manhãs de cara amassada e remela no olho. Manhãs suavemente despertadas pela sua boca quente devorando o que em mim despertava primeiro. Mal entendo como o seu cheiro pôde me conferir tanta certeza da maciez da sua pele, mas viciou os meus desejos em te pintarem do direito ao avesso: moradora de mim, senhora do prazer.

Anúncios
Padrão

5 comentários sobre “A Rainha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s