Entendimento

Ah, você nem imagina o quão difícil foi descobrir você. Não pela descoberta, mas sim para lidar com o que eu descobria. Foi difícil aceitar que você foi se acostumando com a tristeza e tornando sua vida cada dia mais medíocre, se apegando em toscas soluções para isso que chama de vida difícil. Entenda que te ver crua me mudou, não por você ser quem é, mas para que eu conseguisse ainda te encarar com ternura e certa devoção. Calei muitos dos meus carinhos, eu sei, mas não foi por mal, não planejei, nunca quis te chatear ou te ferir com nenhuma frieza. Essa indiferença da qual me acusa eu tenho sim, foi mesmo planejada e eu dei quase tudo de mim para conseguir criar e dominá-la, para que não me tomasse por completo, para que não me matasse por dentro. Eu fiz por você e por mim. Mais por você que por mim. Eu aprendi a lidar com suas verdades mas não pude prever minhas reações diante da sua crueza, então a indiferença me ensinou a distância que mantém essa paz forjada. Ainda que frágil a paz, vale mais que as mágoas de qualquer confronto, já bastam as das nossas verdades…

Anúncios
Padrão

3 comentários sobre “Entendimento

  1. Antes eu estava assim. Era prático.
    A indiferença era tão bem aceita, rotineira.
    Mas eu quis provar o outro lado. A intensidade, a dor, as mágoas, o amor mais louco e insano.
    O resultado virou versos, virou vício. Não quero mais indiferença. Pelo menos não nessa parte da minha vida.

    Linda foto.
    É sempre aconchegante vir aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s