Vicioso

O que ainda me prende em ti é essa fragilidade que eu não consigo tocar, não atinjo. Ainda que te revire do avesso, não transpasso tua superfície, não me abandono em você porque não há leito para as minhas marcas. Já cismei não mais te querer, mas não encontro caminhos para te deixar porque sinto no beijo gosto de delírios. Já que não me livro, te rodeio para te conseguir e então a cada vez que te conquisto, paradoxalmente alimento minha vontade de me consumir em você.

Anúncios
Padrão

3 comentários sobre “Vicioso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s