Vestígios Vazios

Pratico o exercício diário de não-precisar. Preciso cada dia mais e remôo saudades, afagos e aquele abraço que nunca mais encontrei. Minha memória me trai a cada instante trazendo-me o seu sorriso assim de forma tão real que me esfria e estremece o estômago. Os meus desejos rebatem as traiçoeiras memórias e me mostram tantos outros risos e caminhos íntimos, daqueles que fazemos por entre poros quentes. Nos tais caminhos me perco e me encontro, vivo e crio enredos que nunca serão cumpridos, mas estas possibilidades me serenam. Entretanto, ao fim do dia, eu ainda preciso: em mim permanecem somente os vestígios.

Pratico o meu exercício diário de não-precisar…

Anúncios
Padrão

7 comentários sobre “Vestígios Vazios

  1. Marcelo Rezende disse:

    E por que não conseguir?
    Acho que só de precisar, já é um primeiro passo pra ter.
    Nem tudo a gente tem, é claro, mas o que falta é substituído por outro precisar criativo e pronto, tudo certo.

    Beijo em você.

  2. Gostaria antes de mais nada de dizer que estou acompanhando o blog, apenas não comentei os posts. Ou porque não sabia o que dizer, ou por estar sem tempo ou apenas por achar que não precisava falar nada mesmo, como no último. Temos que respeitar o silêncio alheio… às vezes hehehe
    Em Vestigios, mais uma vez, demonstra muito bem seus sentimentos. E a última frase ficou linda.
    Abraços e beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s