Saudade de ternura

Disseram no jornal da televisão
Que quando o céu anoitecesse
Meteoros choveriam reluzentes.

Encarei o céu esperançoso
Pra encontrar estrela cadente
Mas eram somente meteoros
Que rasgavam o azul pesado.
Deus, que saudade eu tenho de ser mancebo!

Se eu tivesse um pouco mais de fé
Um pouco menos de calo
Confiaria pedido a meteoro mesmo
Convicto de voltar a ser menino
Pra poder sonhar bonito.

Que se voltasse nos meus anos,
Me esvaziaria da saudade
E enchia de singeleza.

Que se voltasse nos meus anos,
Me desprenderia uma memória
E emagrecia dessas mágoas.

Que se voltasse nos meus anos,
Me demoraria um tanto mais infante
E elucidava como se faz
Para enternecer…

Anúncios
Padrão

4 comentários sobre “Saudade de ternura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s