Porre

A vida tem brincado comigo, ela tem gostado de me testar. A vida tem colocado em prova a minha fé nas pessoas e nas coisas. A vida me prepara uma armadilha só por diversão, me faz acreditar que é real, mas sempre desfaz, evapora rápido demais. Eu sorrio. Não me permito a dor. Eu também brinco com a vida, desafio-a: estampo sorriso e saio por aí para experimentar os sabores e matar as sedes. Contudo, a vida, maior que eu, vezenquando me pega de jeito, me desarma, amarga na garganta o que deveria ser doce. E as sedes só crescem, de tão grande quase que me engole. Eu tenho me cansado de duelar com a vida, mas não me rendo não. Quero somente trégua, um colo macio, um porto, uma paz a mais.

Anúncios
Padrão

6 comentários sobre “Porre

  1. Trocar passos com a vida, com a sorte, com os sabores e azedos dos passos. Encontrar me persegue ultimamente. Inflar, doer, pedir, esperar, planejar. Balões voam, mas não sabemos pra onde. E mesmo assim queremos.

  2. A vida adora brincar e por vezes consegue me deixar quietinho, num canto, pensando e sentindo o azedo daquela hora. Mas, como todo bom menino, levanto e começo outra brincadeira. Um dia eu perco, outro dia ganho e assim vou seguindo, sorrindo pro meu mundo, sorrindo pro que é meu e lutando com ela, a minha linda e torta vida.

  3. Comentário sobre a foto:

    Lembrei da abertura do Jiraiya, tinha bolões, lembra?… não tem ”portância” rsrs

    Comentário sobre o texto:

    Passou a ser confortante ler coisas como “vezenquando”, é tão Darlan pra mim… e se é Darlan é bom ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s