Gente e gentinha

Essa foi uma semana de surpresas desagradáveis, e o assunto é tão chato de comentar que enrolei o dia todo para  escrever esse post. Pois então, andando por aí na Internet, descobri textos meus em outros blogs sem nenhum crédito por isso, plágio na cara dura. Que alguns textos meus vagam pelo Orkut eu sempre soube, já me mostraram coisas minhas como “quem sou eu” de um bom número de pessoas, e nunca esquentei muito, no Orkut é difícil de requerer isso ou aquilo.

Mas essa semana foi bem pior, porque além de ver texto meu num blog sem os créditos, era bem mais de um texto. E até o título e subtítulo do blog eram os mesmos que o do Palavras Oblíquas, uma situação que beira o patético. Sem falar em outros trechos que vi por lá, e textos meus modificados, com outros pronomes, com frases fora de ordem, mas ainda claramente meus.

Realmente me incomodei, porque meu blog é minha forma de expressão, a válvula de escape. São minhas verdades, minha intimidade, minha vida. E fazer uso disso sem me consultar e sem creditar, é coisa de gentinha mau caráter. Então fiz um Twitter e falei com a dona do blog, depois de dois dias ela me respondeu (ainda bem, pensei que fosse dar um RT, haha!), se desculpou e retirou os textos de minha autoria do blog dela. N’outro blog, encontrei outro texto meu, e fiz o mesmo pedido: creditar o texto ou excluí-lo. Sabe o que a dona do blog fez? Ignorou-me totalmente; não me respondeu, deixou o texto lá intocável e ainda apagou meu comentário. Ou seja, gente pequena, gentinha mesmo.

Segue o link, o segundo texto da página que é o meu: http://himetenshi.zip.net/arch2008-11-23_2008-11-29.html

Bem, eu tenho planos para os meus textos, e fico pensando se continuo ou não publicando aqui, sobre me prejudicar ou não com isso etc. Então não sei, mas se eu der uma sumida, podem me encontrar em @darlanhouse ou ainda no Varal Fult. Aliás, lá no Varal tem uma entrevista inédita com a cantora Lulina que vale a pena conferir! Desculpem a ladainha, obrigado pela visita e atenção de sempre! Por enquanto, a programação segue, terça que vem tem texto novinho aqui.

PS: Twitter tá ainda bloqueado, mas a culpa é do site que não confirmou meu e-mail e não me deixa mexer nas configurações por isso. =/

Anúncios
Padrão

6 comentários sobre “Gente e gentinha

  1. É triste mesmo quando vemos esse tipo de coisa acontecer não é? Nos sentimos ocos, e os pensamentos surgem sem parar em nossas cabeças, indagando a falta de capacidade de pessoas criarem seus próprios textos, externarem seus pensamentos e mostrarem seus pensamentos. Fico triste por isso ainda acontecer, porque sei que pode ser prejudicial pra quem acompanha o que você escreve e se identifica. Mas fazer o quê, não é? Espero que seus textos continuem por aqui, abraços.

  2. Realmente isso é um absurdo!
    Não consigo entender o que leva alguém a fazer um blog de cópias… É triste, patético!
    Relutei a fazer meu blog pois só de imaginar isso acontecendo comigo, tremia nas bases… Nossos textos são como se fossem nossos filhos… Roubá-los é como ver nossos filhos sequestrados, nossa alma tirada do corpo! Horrível!
    Mas, tens razão, são seres pequenos. Infinitamente.
    Que busquem dentro de si as palavras e não copiem!
    Abs,

  3. Definitivamente, não era o assunto que eu gostaria de estar lendo ou comentado aqui. Mas aconteceu… e aconteceu porque faltou educação para essas pessoas que praticam o roubo das idéias, o roubo dos sentimentos, o roubo do “eu” de outra pessoa. Mas o que faz alguém evitar poucas palavras como: “olha que texto bonito eu encontrei no blog tal”? Vergonha? Ignorância? Maldade?
    Esses infeliz, que cometem tal atrocidade, não sabem porque criaram um blog, não sabem porque os outors escrevem, não sabem o que é direito autoral, não sabem o que é personalidade artística e, princiapalmente, não sabem o que é respeito.

  4. Darlan, eu tenho me-do de procurar pelos meus textos por aí. Acho que não sou durona o suficiente para falar “Ó, cadê meu nome ai?”, apesar do direito ser mesmo nosso. Já é a segunda postagem que leio neste mês à respeito de plágio. Assim, acabo aprendendo!

    Ps.: Acho que te vi na rua. Acho que te vi na rua. Acho que te vi na rua! :~

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s