Desejos Maiores

Onde estás quando te preciso? Por quais ruas vagueia enquanto minha boca saliva pelo seu gosto doce e entorpecente? Vagarosamente o dia se arrasta enquanto nossa música toca na rádio e me aperta o peito numa saudade angustiante que parece que vai me engolir completamente. Deito na cama e rolo de um lado pro outro, tento um livro, tento uma revista, um filme e até mesmo um programa idiota na TV, mas nada afasta de mim a sede de te ter aqui comigo por quanto tempo eu quiser e necessitar, por quanto tempo meu corpo pedir sua presença ao alcance das minhas mãos, olhos e boca. A mente delira em lembranças e concretiza o seu cheiro que me dilata as vias respiratórias e eriçam-me os pêlos, provocando em mim o arrepio frio que tanto me excita — saudade se abranda timidamente cedendo lugar ao desejo. Absorto estou quando qualquer coisa inconveniente me traz de volta ao mundo concreto: é o vento da tempestade que está por vir atingindo  ruidosamente as janelas como quem avisa da fúria das nuvens. O cinza da tarde tempestiva me traz você de novo… e são assim todos os dias, te vejo em corriqueiras coisas, sem opção para fuga ou concentração. Essa saudade que me consome é também o que me nutre.

Anúncios
Padrão

3 comentários sobre “Desejos Maiores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s