Antes Que Seja Manhã

ou Uns Diálogos I

Ei, não fala mais nada, está tão tarde para entender alguma coisa e mais ainda para se ater a explicações. Deixa o amanhã pra depois, já são 4h27… pára com isso, já te disse que te quero. “Eu te quero nos meus silêncios”. É tão bonito isso, você não acha? Li isso num blog dia desses e achei lindo, quis tanto dizer quando fosse sincero e propício, e foi. Você vê beleza nisso? Não! Não responda não, deixe-me ler a resposta no seu semblante. Eu adoro isso, sabia? Tá, você não deve saber, mas isso não importa agora. Desculpa se estou falando tudo rápido demais e não deixando você falar, mas é que quero logo o agora, porque toda vez que nos vemos ficamos discutindo os ontem’s nos agora’s e num repente o presente vira passado, e nós sabemos que não temos pretensões pro futuro, por isso tanta urgência. Acho o que falei foi confuso demais, me fiz entender? Psiu, se aproxime mais porque hoje eu te amo tanto… afinal de contas, você sabe que existe amor não acontece todo dia, não é? O amor acontece e tem vida própria, e hoje meu corpo resolveu te amar de um jeito maneira que nem eu pra entender.

Anúncios
Padrão

10 comentários sobre “Antes Que Seja Manhã

  1. Giovanna disse:

    Confesso que ao terminar a leitura, senti uma vontadezinha de te xingar, ah, mas pelo bem! Nunca vi coisa mais linda nesse blog, talvez seja o meu momento ou então sei lá quem explica, porque esse texto me tocou de um jeito maneira que nem eu pra entender!
    Sinto saudades de conversar com você, tenho tido tão pouco tempo pros amigos e venho me odiando por isso…
    Será que você vem me visitar (ora, que pretensão, eu quis dizer visitar a cidade!) no feriado do dia 22? Seria lindo!
    Te amo!
    Beijão

  2. ROdrigo disse:

    Muito bom.
    “Desculpa se estou falando tudo rápido demais e não deixando você falar, mas é que quero logo o agora.”
    Me lembrou um momento que tive a um tempo atrás. Um momento em que eu disse tudo.
    Tudo mesmo.
    O Que eu queria, o que eu sentia… ou o que eu quero, e o que eu sinto sei lá…
    Disse tanto, e só depois percebi que o maior entendimento veio quando finalmente eu parei de falar. Abraço.

  3. Ah, ao ler o texto vi como um filmizinho toda a sua trajetória por blogs. Te conheço de outros carnavais guri rs. Desde a época do UOL, até hoje. Mudaste tanto em tuas entonações. Já escreveu sobre a solidão, margaridas e violetas agora deporo-me com palavras de amor. Sem medo, sem entrelinhas. E orgulho-me por te seguir a mais tempo que muitos que hoje te seguem. =D

  4. parece que estava me vendo neste texto.
    passado ? o passado magooa, mas se ficar falando nele piora as coisas;
    nãoo eu também não quero mais falar de passado com ele, mas parece que o passado nos persegue :\\\
    infelismente.

  5. comungo do comentário da Didi, nobre Darlan. eu que tb te conheço de outras folias, no uol, no sapo, e etc, te digo que o lírico romântico anda a rodear a sua escrita o que denota evolução na dança da vida, a gente se apaixona todo dia, e tomara que com vc seja pela pessoa certa. todo dia… “ei, olha só o que eu achei: cavalos marinhos” [RR]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s