Sobre como você me arde*

caio-fernando.jpg

[…] Não é mais um corpo que desejo, é a alma, a companhia, o sorriso, os olhos, o timbre, a pele, o calor […] Você me arde por inteiro, nos pequenos gestos, nos bobos risos, no falar, no andar, no jeito.

Ah se eu pudesse te tomar pra mim, fazer eterno alguns momentos, mesmo que poucos. Sentir seu cheiro, impregnar-me dele por completo e experimentar seu gosto de forma plena e satisfatória.

Por vezes me apanho em desvarios imaginando as delícias ocultas dos seus lábios tentadores, que desenham perfeitamente cada palavra que será dita.

E teus olhos, ah estes olhos, incógnita maior em ti. Encaro indiscretamente tua íris, tua pupila, procuro ali debaixo do brilho intenso quem és tu. Ora vejo o medo, ora vejo a força. E às vezes não vejo nada, porque me perdi nestes olhos que se apertam como que mirando sempre um distante horizonte. […]

Adoro nossas conversas, seu jeito simples, seu vocabulário. “Amo tudo em você que dói”. […]

Não luto mais para manter recôndito esse sentimento […] Se sentir isso por ti fosse questão de escolha, talvez eu escolhesse não sentir. Ou não. Eu tento me distrair: leio, ouço música, converso, olho o céu todas as noites, vejo filmes idiotas e faço toda sorte de futilidades possíveis, mas tem sido difícil esquecer-te. Em todo lugar, eu tudo que eu faça, em tudo que eu pense e até na tentativa de não pensar eu encontro você. Dentro. Fora. Sempre.

—————————————————

*Na imagem é um texto do Caio. O texto acima é meu mesmo, como de costume. E esse monte de colchetes com reticências dentro é porque eu cortei vários trechos do meu próprio texto, por serem meio que “impublicáveis”. A vantagem é que deixou o texto mais enxuto. 🙂

Anúncios
Padrão

10 comentários sobre “Sobre como você me arde*

  1. Diana disse:

    Conheço esse guri rs
    Publicar isso foi como tirar esse antigo tumor ou o que resta dele. Até que um dia não sobre nada, apenas o imenso vazio e desse vazio faça sua morada e finalmente apaixone-se pela chuva (apaixonar-se como eu me apaixonei ;))

  2. Você sabe que eu quero as partes implubicaveis né? Afinal eu mereço, fiz almoço pra você hoje.
    ahaihaihiuha

    Eu gostei do texto, gostei mesmo. Assim, tão simples nas palavras e tão bonito na harmonia, tão duro, seco e ao mesmo tempo suave, encharcado.

    ;D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s