Desventuras de menina II

desventuras2.jpg

Vejam bem aquela menina que é uma mulher: o riso dela que tanto reluz , a felicidade depois de um dia simples, a inteligência… não!, não, reparem mais ainda. Conseguem enxergar o caos? Ouvir os berros que parecem não encontrar saída dos pulmões e ficam ali dentro dela ecoando e ecoando, lutando pra sair?

O semblante dela é tão sereno, e ela possui uma beleza tão rara — mas é melhor olhar de novo. E olhando de novo eu ainda vejo beleza, dentro e fora. Mas serenidade? Onde mesmo enxerguei serenidade? Ah, enxerguei lá dentro, mergulhei naqueles olhos e o que vi foi um jardim caótico: a grama ainda é verde, mas quase não há flores. Rajadas de vento e tempestades se formam a todo o momento, porém são efêmeras, pois logo vem o sol, e tempestade de novo e escuridão sem fim e sol escaldante, e tudo se confunde, se mistura e ela quase se perde. Ela grita e o grito que ecoa dentro dela deixa-a toda dolorida.

Não é de hoje que eu zelo e temo por ela. Tenho medo de que ela adoeça e não mais se recupere. Ela sofre de urgência, de necessidades que se fazem maiores que as próprias vontades. Quero muito vê-la melhor. Mais leve, com riso sem porquê estampado no rosto. Gosto de vê-la com aquela expressão de idiota que só os apaixonados costumam sustentar. Bobo-alegre, vida leve e tudo de bom, porque ela merece!

No entanto, a menina é difícil. Ela sabe demais das coisas. Como eu já disse a ela, ela ultrapassou o limite seguro de conhecimentos. A menina é preciosidade em meio a quinquilharias.

Um dia o sol vai brilhar mais forte e o sorriso dela será tão enorme como nunca se viu. As cores do mundo ao seu redor serão mais vivas e o amor possível transformar-se-á em amor real. E nada disso será efêmero. Que seja intenso! “Que seja doce”.

Anúncios
Padrão

9 comentários sobre “Desventuras de menina II

  1. Foi mal ai que eu li primeiro né?
    E eu que dei a idéia da foto né?
    haha

    Não sei se é porque eu tô num estado sentimental deplorável hoje que esse texto parece que é pra mim ou se eu me reconheci em algumas linhas.

    Te adoro!

    ;*

  2. depois de sanada minha dúvida – que eu deixarei todo mundo boiando já que o papinho foi em off – tenho que comentar: cuida bem dessa criança, faça-a acreditar na vida mais que no sonho, ou vice-versa, tanto faz. faça com que ela continue a acreditar no riso, na festa, na magia, mesmo que crescida. faça essa menina acreditar no sonha da bailarina, como diz aquela velha canção.

  3. Su disse:

    “Eu tenho medo de ir na cozinha a noite”… Eu nunca tenho um comentário inteligente para fazer, então fique com meus comentários idiotas n_nV são todos seus, guarde com carinho ^^

    Ps.: Seu texto é lindo. Eu quero desventuras de menina III

  4. Taisi disse:

    Achei lindo…
    Engraçado…Eu digitei a última frase (ela veio em minha cabeça como um relâmpago, do nada, sei lá o porquê…mas veio), então dei de cara com esse texto, e me vi em cada linha, em cada palavra escrita…

    bjoos
    😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s